O que são os oligoelementos?

De origem grega, a palavra oligoelemento significa, ao pé da letra, pequena quantidade de elementos - oligo quer dizer pouco -, pois a quantidade requerida de cada um deles é menor que 100 mg. Eles são substâncias químicas de origem mineral, conhecidos como biocatalisadores.

Os oligoelementos são primordiais para o bom funcionamento do organismo, já que desempenham diversas funções metabólicas no organismo, principalmente na formação de enzimas vitais aos mais diversos processos bioquímicos realizados pelas células. Eles podem ser extraídos da natureza para consumo farmacológico e cosmetológico

Quais são os principais oligoelementos?

Os principais oligoelementos presentes no corpo são da família dos metais e os mais comuns são: cromo, iodo, cobre, ferro, cobalto, selênio, zinco, magnésio, manganês e o germânio. Cada um dos oligoelementos tem sua função indicada. Por exemplo, o ferro é bom para os pulmões; o cobre estimula o sistema imunológico; o manganês é bom para os ossos, o flúor para as cáries.⠀

É importante lembrar que o organismo humano não possui capacidade de sintetizar essas substâncias, elas são fornecidas através da alimentação, de reposição farmacológica ou cosmética.

Tanto sua falta quanto seu excesso são prejudiciais para o funcionamento de nosso sistema imunológico. Cada oligoelemento tem uma concentração que deverá ser administrada em cada caso, segundo recomendação do terapeuta. Mas, principalmente, aconselha-se manter uma alimentação equilibrada, que consiga suprir essas necessidades.⠀

Cosméticos e os oligoelementos:

No caso de cosméticos, os oligoelementos são também chamados de catalisadores, ou seja, potencializam o efeito de quaisquer outros princípios ativos que estiverem presentes em sua formulação, sem modificar as outras substâncias. Com base em diversos estudos e experiências, observou-se que a diminuição do seu teor leva à desidratação e ao envelhecimento precoce da pele.

Alguns exemplos das ações dos oligoelementos que vêm sendo testados em forma de cosméticos e têm apresentado bons resultados, podemos citar:⠀

- O Sódio que, em equilíbrio com o Potássio, mantém a hidratação da pele e a harmonia das células cutâneas;⠀

- O Cálcio que, em combinação com o Magnésio, intervém na síntese do colágeno e da elastina, garantindo resistência e firmeza à pele;⠀

- O Zinco e o Alumínio, que possuem papel importante na cicatrização;⠀

- O Silício, que participa na reconstituição dos tecidos;⠀

- O Selênio, que trabalha inibindo a oxidação das células;⠀

- O Manganês que, em combinação com o Cobre, funciona como dessensibilizante e tonificante da pele;⠀

- O Lítio, que contribui no metabolismo da água;⠀

- O Ferro, que produz energia e oxigênio para as células.⠀

- O Cobre que, em parceria com o Enxofre, inibe e controla as manifestações infecciosas.⠀

 

Oligoelementos mais importantes: 

Agora, de forma mais geral, veja alguns dos oligoelementos mais importantes para o bom funcionamento do nosso organismo como um todo:

  • Cobalto: um dos componentes da vitamina B12, essencial para a produção das hemácias.
  • Cobre: presente em várias enzimas, essencial para a síntese de hemoglobina, e para o sistema imunológico.
  • Ferro: componente da hemoglobina, mioglobina e enzimas respiratórias; é fundamental para o processo de respiração celular.
  • Iodo: presente nos hormônios da tireoide, os quais estimulam o metabolismo.
  • Manganês, necessário para a ativação de diversas enzimas.

 

Aprenda mais sobre oligoelementos 

No curso de Terapia Ortomolecular, você pode aprender mais sobre oligoelementos e como eles funcionam no organismo. Inscreva-se na Lista VIP para ser avisado sobre novas turmas!